Essa postagem será diferente das que vocês, leitores, estão acostumados. "Ainda é Cedo", uma das músicas de maior sucesso da Legião Urbana, vinda no primeiro disco, com o nome da banda:
Ainda é Cedo, retrata a história de um relacionamento jovem e imaturo.
É uma letra muito simples de ser analisada, uma vez que é a única construída em cima de um diálogo imaginado por Renato Russo, é o homem, a primeira pessoa, e uma mulher, a terceira pessoa:


Uma menina me ensinou
Quase tudo que eu sei
Era quase escravidão
Mas ela me tratava como um rei
Ela fazia muitos planos
Eu só queria estar ali
Sempre ao lado dela
Eu não tinha aonde ir

Nessa primeira parte da música já temos uma noção do acontecimento. É dito que a menina lhe "abrigava", lhe ensinava, e ele sempre estava junto à ela. Se completavam.

Mas, egoísta que eu sou,
Me esqueci de ajudar
A ela como ela me ajudou
E não quis me separar
Ela também estava perdida
E por isso se agarrava a mim também
E eu me agarrava a ela
Porque eu não tinha mais ninguém
E eu dizia: - Ainda é cedo
cedo, cedo, cedo, cedo.

Ele mostra que sempre sobrava pra ela, que ele nao se importava com ela, enquanto ela se importava com ele. Diz-se que ambos estavam perdidos ("ela também estava perdida"). Ambos estavam presos, tinham grandes ligações, laços bons talvez, de um relacionamento jovem.

Sei que ela terminou
O que eu não comecei
E o que ela descobriu
Eu aprendi também, eu sei

Ele diz que sabe que o que ela terminou, não foi começado, ela tinha o relacionamento em mente, o que ele não tinha. Ela talvez fosse mais madura, por isso, segue-se...

Ela falou: - Você tem medo.
Aí eu disse: - Quem tem medo é você.
Falamos o que não devia
Nunca ser dito por ninguém
Ela me disse: - Eu não sei mais o que eu
sinto por você.
Vamos dar um tempo, um dia a gente se vê.

Eles possivelmente discutiram ("falamos o que não devia/nunca ser dito por ninguém"). O "medo" que é descrito, talvez seja a imaturidade. O medo de relacionar-se ou qualquer coisa do gênero. Ela diz que já duvida do amor que sente por ele (seu companheiro) e "pede um tempo" ou seja, "dá um fora" na linguagem moderna.

E eu dizia: - Ainda é cedo
cedo, cedo, cedo, cedo.
  
Aqui ele ainda insiste, ele dizia que era cedo pra isso acabar. Ele não gostaria desse fim, mas foi isso o que ocorreu.


Ainda é cedo é uma música fácil de ser interpretada uma vez que a mensagem que Renato gostaria de ter passado está exposta, ao contrario de tantas outras, que necessita de pesquisas e até tempo pensando, escutando e vendo entrevistas... 
"Ainda é Cedo" é uma das músicas de mais sucesso, Renato menciona isso no Acústico, quando em outras palavras, diz para comprar-se o disco novo pra tocar as musicas novas, porque eles já nao queriam tocar as velhas, como "Ainda é Cedo". 
A música foi um dos grandes motivos de "Legião Urbana" (álbum) ter feito tanto sucesso, sendo o primeiro. Renato menciona em seu show em Porto Alegre que "Ainda é Cedo" foi feita para uma ex namorada.

Interpretado e escrito por: Eduardo Rezende


18 comentários to "Interpretação: Ainda é Cedo"

  • Boa, Eduardo!
    Por mais fácil que essa música seja de interpretar (e justamente por ser tão fácil), admito que não tinha conseguido enxergar isso logo de cara.

  • É bem interessante Ainda É Cedo, e sem duvidas, foi uma das que mais fez sucesso...

  • Eu sempre achei que essa música era sobre um relacionamento entre o Renato e outra pessoa, e que a menina gostava mesmo dele e ele continuava com ela pela comodidade de estar em um relacionamento hétero: "Eu só queria estar ali/ Sempre ao lado dela/ Eu não tinha aonde ir", e depois ela percebe que ele é homossexual e termina com ele: "Sei que ela terminou/ O que eu não comecei/ E o que ela descobriu/ Eu aprendi também, eu sei", mas ele não queria se assumir porque ele achava que ainda era cedo!

  • ótimo ponto de vista, adorei o modo de voce pensar, saiba que sempre será bem vinda ao blog e que conto com suas opiniões e visitas! Seja bem vinda e comente sempre!

  • Pessoal,tem uma fala do Renato que pode complementar essa análise, ela está na versão dessa música do disco 'As Quatro Estações ao vivo'. O Renato diz:

    "Agora vocês vão ver como funciona uma passagem de som. É uma coisa… Squiderré pode ascender as luzes. Funciona assim: – Eu tou aqui no palco, eu não tou ouvindo a Guitarra. Então eu vou pedir para aumentar a Guitarra, por favor. Mas é; porque a gente tá aqui, a gente não ouve o que vocês ouvem. A gente ouve nessas caixinhas. Então eu vou pedir ao nosso técnico aumentar a Guitarra, continuem tocando numa boa. “O Baixo tá alto demais”. Então a gente vai pedir pra abaixar o Baixo aqui do palco. Isso. “A Guitarra aumentou demais”, pode abaixar. Isso. Agora, Fred, Violão, vamos lá(…) (…)Vocês querem saber porque esta história acabou? Por que eu gosto muito de dar ordens. Se as coisas são saem do jeito que eu quero, eu mando aumentar a Guitarra, mando abaixar a Guitarra, mando fazer isso… Mas isso você não pode fazer. Principalmente no amor. Eu nem sei direito o que é o amor. E você não pode ter uma relação de força, de poder. Sabe, tem que ser uma outra coisa. E eu já sofri muito na vida por causa disso, sabia? Tanta gente já foi embora da minha vida por causa disso. Porque eu sou mandão, “com a melhor das intenções”.
    Depois disso ele canta Gimme Shelter / Pretty Vacant / Satisfaction / Jumping Jack Flash / Rock Around The Clock / Blue Suede Shoes. Ela adorava todas essas músicas… Ainda é cedo…
    Você está por aí, eu sei…
    Foi pra você..."

  • Eu acho que é um pouco diferente do que foi escrito aí.
    "Sei que ela terminou
    O que eu não comecei
    E o que ela descobriu
    Eu aprendi também, eu sei

    Ele diz que sabe que o que ela terminou, não foi começado, ela tinha o relacionamento em mente, o que ele não tinha. Ela talvez fosse mais madura, por isso, segue-se..."

    Talvez ele estivessem a namorar, mas ele não se comprometera ao namoro, por isso Ela namorava ele e ele não namorava ela, digamos assim

    E sobre o refrão. Acho que há um jogo de sentidos, entre sendo ainda cedo para eles terminarem e ainda cedo para terem começado a namorar, por serem muito imaturos.

    EM um dos shows, Renato diz que eles terminaram porque ele era "muito mandão, e você não pode fazer isso no amor", o que deve ser levado em conta. Portanto ele diz "Ser mandão é imaturidade, não façam isso no Amor."

    Foi meio que minha opinião complementando e dando outra visão. Fora isso ótimo post

  • Muito obrigado pelo comentário tão enriquecedor e agradeço em todos os sentidos de complementação e participação. Até a próxima, força sempre!

  • Simples de mais, ela era a mae dele

  • Quem assistiu o filme SOMOS TÂO JOVENS sabe agora que o Renato fez a música Ainda é Cedo para uma amiga dele, que era muito próxima. No filme a personagem é a mistura de 3 amigas dele na vida real. A música foi feita para uma delas, que provavelmente, como no filme, tinha muita intimidade com ele, se tratava até de uma namoradinha que ficava com ele antes dele assumir que gostava de meninos.No filme mostra que os dois eram bem jovens e imaturos, mas o Renato pisa muito na bola com ela e eles se afastam. Ele faz a música pra ela para pedir perdão! Este filme, com certeza, clareou muita coisa da vida desse grande poeta! Adorei seu blog, parabéns!

  • Bem... .ele disse em um show que essa história terminou mal porque ele era muito mandão e tinha mania de controle, queria que ela fizesse tudo para ele e ele não fazia nada para ele, e ele disse que amor não é uma questão de controle, que é outra coisa. Eu chorei ouvindo ele falar isso.

  • Temos que ter cuidado em relação a veracidade de alguns fatos do filme. Sabe-se que, embora baseada na biografa do Renato, é uma ficção. A aninha, como apontada no filme não existiu. Mas fato é que a música é para uma ex-namorada do Renato.

  • Brother essa música ele escreveu para uma menina que ele gostava muito, os dois brigaram e deixaram de se falar, é só ouvir a música tocada no show do Jockey Clube de 1989, a galera tem que entender que o cara não era um gênio que escreve coisas complexas, com mensagens nas entrelinhas, conheci ele em 1994, o cara era normal como todo mundo.

  • Renato fez essa música pra uma garota que foi melhor amiga dele (também chegou a ser namorada, mas por pouco tempo porque ela mesma sabia da homossexualidade de Renato). Ele havia discutido com ela e ela se afastou dele. A música foi uma espécie de reconciliação com ela. Essa garota pra quem ele fez a música é a fotógrafa Ana Cláudia Costa e Pinto. Também se vê essa história no filme biográfico "Somos Tão Jovens". São informações concretas. Ela se reconciliou com ele e eles voltaram a ser melhores amigos.

  • guedes ! adorei o blog. sem duvidas o renato era um gênio, confesso q mesmo sendo tao fácil , não tinha entendido a letra 100% o blog foi muito esclarecedor

  • Oi Eduardo essa sua interpretaçao esta perfeita e voce esta de parabens essa é a musica da minha vida,vivi com um ex namorado tudo que essa mostra e sempre que ouço choro desesperadamente ele mesmo costumava dizer que essa musica sempre será nossa

  • Que interpretação simplista. Pra mim é outra coisa. Essa letra fala de um relacionamento pessoal vivido por Renato Russo quando ainda tinha a sua sexualidade "mal-resolvida" (e o que ela descobriu / eu aprendi também, eu sei). A menina chama o Renato pra cama, à noite, e ele diz que não quer deitar, que "ainda é cedo".

  • essa música retrata a minha vida amorosa nesse exato momento. Afss!!! Mas a musica é muito atrativa nao canso de ouvir.

  • Na Realidade foi esse mesmo o motivo dele ter escrito essa musica. Oque esta escrito acima não tem absolutamente nada haver com a musica...veja o filme somos tão jovem que vocês vão aprender.

Postar um comentário

Comentem aqui o que acharam ou o que pensam sobre!