O que mais torna as músicas da Legião interessantes, com toda a certeza, é que elas não são apenas voltadas aos romances, ao dia-a-dia, aos amigos, às festas, às bebidas e drogas, ao governo e outros tantos tipos de classificação que as músicas também tem. Legião sempre consegue achar a música certa para o teu momento, seja ele de sol, seja ele de chuva, seja ele na sua casa, seja ele nas ruas, encarando a sociedade.
Clarisse, é uma das músicas que poderia ser considerada arquivo da caixa cuja classificação seria "triste", porém, ela não é apenas isso. Clarisse é a realidade, é um protesto. Clarisse é uma grande obra, relatando a vida do Renato, e da própria personagem:

Estou cansado de ser vilipendiado, incompreendido e descartado
Quem diz que me entende nunca quis saber
Aquele menino foi internado numa clínica
Dizem que por falta de atenção dos amigos, das lembranças
Dos sonhos que se configuram tristes e inertes
Como uma ampulheta imóvel, não se mexe, não se move, não trabalha.

Aqui, Renato ainda não entrou em Clarisse, não fala ainda da vida dela, cita apenas, um menino que foi internado numa clínica (como ele próprio) e que os motivos foram a falta de atenção dos amigos (que o levaram às drogas, talvez?) e também das lembranças tristes.
Creio que essa parte, Renato se refira à sua própria história.

E Clarisse está trancada no banheiro
E faz marcas no seu corpo com seu pequeno canivete
Deitada no canto, seus tornozelos sangram
E a dor é menor do que parece
Quando ela se corta ela se esquece
Que é impossível ter da vida calma e força
Viver em dor, o que ninguém entende
Tentar ser forte a todo e cada amanhecer.

Aqui, começa a vida de Clarisse.
Diz Renato que ela está trancada no banheiro, que ela se corta. Essa parte creio, se refere muito ao desejo de  já não querer viver mais. Clarisse, como será citado, tem depressão, e vendo sua vida, podemos entender melhor. 
Quando se diz: "Viver em dor, o que ninguém entende/Tentar ser forte a todo e cada amanhecer", mostra como ela se sente e como ela faz. Ela vive em dor, ninguém entende sua vida, e ela mesmo assim, tem que tentar ser forte no outro dia para assim, poder viver tudo novamente.

Uma de suas amigas já se foi
Quando mais uma ocorrência policial
Ninguém entende, não me olhe assim
Com este semblante de bom-samaritano
Cumprindo o seu dever, como se eu fosse doente
Como se toda essa dor fosse diferente, ou inexistente
Nada existe pra mim, não tente
Você não sabe e não entende

Aqui, Renato fala das amigas de Clarisse que "já se foram" em ocorrências policiais. E então cita frases de mesmo efeito nessa parte, ele diz de pessoas que tentam ser boas, ajudando ela, tentando entender, e que na verdade, é falso, eles nunca conseguirão entender, eles não sabem, não entendem.

E quando os antidepressivos e os calmantes não fazem mais efeito
Clarisse sabe que a loucura está presente
E sente a essência estranha do que é a morte
Mas esse vazio ela conhece muito bem
De quando em quando é um novo tratamento
Mas o mundo continua sempre o mesmo

Aqui diz sobre o modo de vida de Clarisse. Os antidepressivos, os calmantes, as alucinações, o medo e a estranha sensação de morte.
Esse vazio, essa parte não preenchida, essa parte triste de sua vida, ela conhece. Nessa parte, diz sobre seus tratamentos, que ela volta ("De quando em quando...") mas que sempre, continua vendo tudo de apenas um modo, que o mundo sempre continua o mesmo.

O medo de voltar pra casa à noite
Os homens que se esfregam nojentos
No caminho de ida e volta da escola
A falta de esperança e o tormento
De saber que nada é justo e pouco é certo
E que estamos destruindo o futuro
E que a maldade anda sempre aqui por perto

Nessa parte, Renato complementa a parta anterior.
Vemos que o medo de Clarisse é voltar à noite, ela tem medo dos homens, que se "esfregam" nela (estupros e abusos), nos caminhos da escola. Vemos aqui, que Clarisse estuda, e leva a vida normal, nessa parte.
Creio que aqui, Renato fala tanto dele, como de Clarisse. A falta de esperança, o tormento de saber de injustiças e incertezas e claro, negatividades. 
Então fala uma frase que complementará a ultima frase da música: "E que estamos destruindo o futuro/E que a maldade mora sempre aqui por perto", vemos que ele fala do modo que levamos o Hoje. Que agora, no presente, estamos destruindo o futuro, estamos acabando com o amanhã, tanto com nosso futuro, como também, o futuro de Clarisse e tantas outras meninas ou meninos, que são internados em clínicas, que são usados por homens que se esfregam nojentos, crianças que sentem a estranha essência do que é a morte, que desde cedo, tem que entrar pra esse mundo.

A violência e a injustiça que existe
Contra todas as meninas e mulheres
Um mundo onde a verdade é o avesso
E a alegria já não tem mais endereço
Clarisse está trancada no seu quarto
Com seus discos e seus livros, seu cansaço

Aqui, Renato passa sua mensagem final e protesto para a Sociedade, como todas as músicas.
Como ele diz na música sobre a vida de Clarisse, aqui, ele fala sobre as mulheres, fala desse mundo que vivemos, e fala como Clarisse leva tudo.
Clarisse já conhece o mundo, se tranca em seu quarto, fica em seu mundo, com o pouco que lhe pertence.

Eu sou um pássaro
Me trancam na gaiola
E esperam que eu cante como antes
Eu sou um pássaro
Me trancam na gaiola
Mas um dia eu consigo existir e vou voar pelo caminho mais bonito
Clarisse só tem 14 anos...

A ultima parte, com certeza a que mais nos traz algo diferente.
Renato finaliza dizendo o sentimento dele e de Clarisse perante à todos. Ele se compara à um pássaro, que é trancado na gaiola e vê que todos estão ao seu redor esperando que ele cante como antes (de quando era livre), novamente diz que é um pássaro, e que o trancam na gaiola, e diz a mensagem de esperança pra ele e para Clarisse: Um dia conseguirei existir, e voarei pelo caminho mais bonito.
A música é finalizada com a frase mais tensa e incompleta na música: "Clarisse só tem 14 anos...". Ou seja, Clarisse já passou por coisas que muitos de maior idade jamais sonharam passar. Clarisse tem muita experiência pra pouca idade. 



Analisado e Escrito por: Eduardo Rezende


25 comentários to "Interpretação: Clarisse"

  • Atenção especial para os versos
    "Eu sou um pássaro
    Me trancam na gaiola
    E esperam que eu cante como antes"
    Partindo do pressuposto de que algo aconteceu para que a depressão de Clarisse se desenvolvesse, fica claro que a sua opinião é que ela nunca passará, pois o trauma que lhe foi causado ficará marcado para sempre.

  • Clarisse é simplesmente fantastica.

  • Clarisse é, sem dúvida, a minha música preferida do Legião.

    eu entendo o último verso da musica como um prenuncio, ou seja, ela SÓ tem 14 anos, ela ainda vai sofrer muito mais...

    "Clarisse só tem 14 anos..."

  • Exatamente, Clarisse é uma das mais perfeitas obras, não é minha preferida, mas Clarisse é a obra creio eu, "alma" do Renato.

  • Espero poder dar mais informações úteis para que vcs amem mais ainda essa música fantástica.

    Começando, Clarisse realmente existiu, tinha 14 anos mesmo quando Renato a conheceu. Ela sofria de um câncer e era um pouco afastada da vida normal. Renato Russo escreveu um texto primeiro e que deu origem a essa música. Ele sentiu que a dor que ela sentia era parecida com a dor dele, com a tristeza dele, e na música, incorporou ele nela, expôs ele no texto com o nome Clarisse. Um dos trechos que me marcou foi esse: "...e Clarisse está trancada em seu QUARTO, e faz marcar em sua TELA com seu pequeno PINCEL..."
    Quando penso nisso perco a noção da genialidade do RR. Ele colocou na música o sofrimento que ele carregava pra expor o sofrimento dela. Ficou uma miscelância tão perfeita que não há música igualável a ela, para mim.

    Espero ter sido claro sobre o que eu sei dessa música. Quem puder pesquise e pesquise e pesquise mais, porque no fundo de algum lugar que ninguém procurou se acha muita informação expetacular. Boa noite, adorei o blog, vasculhei ele praticamente de ponta a ponta, parabéns!

  • Algo muito interessante, realmente é importante sabermos outros ângulos, mas ainda assim, creio que não tenha mudado em nada a análise já feita, apesar de apenas complementá-la.
    Muito obrigado, muita Luz!

  • A minha intensão foi apenas contribuir mesmo, a análise está ótima!

  • Rapaz, na parte ''medo de voltar para casa, os homens que se esfregam nojentos'', na minha interpretação, fica claro que a ausência de esperança, uso de drogas e a depressão em si (da personagem) foram acarretados por uma doença, talvez uma doença essa de cunho normalmente sexual. Talvez AIDS, quem sabe?

  • Esta música, na minha opinião, e interpretação, é autobiografica em quase sua totalidade, em alguns momentos há um certo protesto quanto ao que fazem para com as meninas e mulheres..

  • Clarisse é uma musica que não se refere apenas a vida de uma menina, refere-se a vida de muitas meninas, e meninos, que sofrem com o mundo em geral. Retrata um medo e uma forma diferente de lidar com os problemas. É simplesmente genial e é uma das musicas que me trazem maior reflexão sobre o atual estado das pessoas, principalmente de meninas como Clarisse.

  • Este comentário foi removido pelo autor.
  • Se vocês assistirem ao filme,ou lerem ao livro ou então, pesquisar sobre Christiane F. irão perceber a semelhança entre a música e a história de Christiane. O filme e o livro se chamam: Eu,Christiane F.-13 anos,drogada e prostituída.

  • nessa parte:
    "E Clarisse está trancada no banheiro
    E faz marcas no seu corpo com seu pequeno canivete
    Deitada no canto, seus tornozelos sangram
    E a dor é menor do que parece
    Quando ela se corta ela se esquece
    Que é impossível ter da vida calma e força
    Viver em dor, o que ninguém entende
    Tentar ser forte a todo e cada amanhecer."

    Eu acredito que ele se refere a ele mesmo, em 1984 ele tentou se suicidar e cortou os pulsos.

  • essa musica é sinistra
    a primeira vez que eu ouvi fiquei muito confuso, e queria saber se é verdade que quando ele morreu sessuraram essa musica pq ela influenciava as pessoas ao suicidio?


















    vlw

  • clarisse na minha opinião é o próprio renato, e quando ele diz clarisse só tem 14 anos se refere à sua carreira musical que está para acabar

  • contar e cantar uma historia como a de Clarice é fácil. Dificil é viver e dar a volta por cima,tendo vivenciado algo parecido ou bem pior q o q Clarice viveu...Eu sobrevivi ....Amem

  • Pelo que sei as musicas dele são apenas sonhos , coisas que não aconteceram , simplesmente ele as compunha , não que as musicas se referem a coisas que aconteceram com ele ou que ele presenciou . outros exemplos Eduardo e Monica , Acrilic on Cavans , enfim .

  • Clarisse, na minha opinião, nada mais é que a própria personificação do Renato Russo qdo jovem e toda sua vida: tentativas de suicídio, drogas, alcoolismo, o homossexualismo e o tabu de ser aceito, a depressão ao descobrir a AIDS e algumas nuances de críticas ao cotidiano que ele sempre fez.....UM GÊNIO

  • E Clarisse só tinha 14 anos.....logo.......Legião surgiu em 1982 e Renato se foi em 1996.....que coincidência hein?

  • Musica linda,é triste ter que ouvir esses funks horrorosos de hoje em dia e pensar que a legião urbana nunca mais vai voltar.. :( Renato Russo vou te amar pra sempreeee!!! :(

  • Perfeito! Resumiu a análise da música em poucas palavras!

  • Essa Clarisse da música, Renato falava dele mesmo!

  • A parte do bom samaritano é a melhor. As pessoas fazem ações boas para as outras, a fim de sentirem melhores consigo mesmas. "Vou ajudar um coitado", ou ajudam desacreditando na intensidade do problema. Não precisamos de bons-samaritanos. Precisamos de um mundo melhor.

  • Eu achei tbm o que vcs acharam. Musica autobiográfica. Uma vez que ele tentou suicídio duas vezes de acordo com os livros que li. Porem o que me chama atenção não so nessa musica mas em outras alem de entrevistas que li e vi é o fato dele sempre falar em solidão. Ele falou com os músicos que apos os shows todos iam para suas famílias e tal. Enquanto ele ia ficar trancado sozinho em hotel. Gente. Posso tah enganada. Mas acho que os amigos dele a galera da banda não dava a atenção que ele desejava. Isso fica claro nessa letra. Ele se sentia so. Não deu sorte no amor e os amigos pelo jeito so pensavam em si próprios. Talvez não quisessem se associar para alem de mero parceiro de trabalho já que ele era tido como problemático. Isso o fez se sentir menosprezado desencadeando a depressão.

  • Alguém poderia me ajudar a fazer uma historinha com essa música? Tipo um mini livro.

Postar um comentário

Comentem aqui o que acharam ou o que pensam sobre!