Antes de mais nada, espero que entendam o título da postagem e que levem no bom sentido o que quero descrever aqui.
                Como na postagem de "O Reggae" deixei claro as críticas de Renato ao Governo Collor, e por não querer deixar a postagem longa e muito informativa ao ponto de se tornar cansativa, resolvi dividir as partes "análise" da "informação". Colocando nesse espaço, apenas aquilo que todo o nosso bom senso nos faz pensar e analisar palavras ditas, não cantadas ou escritas. 


                Nesse vídeo (da turnê d'As Quatro Estações) feito na cidade de São Paulo, Renato canta a música com euforia sob os delírios e berros de uma platéia (que como diria Renato, seria a verdadeira "Legião Urbana"). Renato canta a música, apresenta o músico que está no comando dos teclados (Mu Carvalho) e dentro da música, introduz versos de "Plantas embaixo do Aquário", e logo depois começa com suas críticas quando retorna novamente à música em questão - "O Reggae":
                "Ai... 85% dos jovens brasileiros entre 15 e 19 anos não estão indo pra escola - platéia fica eufórica - Eu acho isso uma tristeza... - Renato coloca o tom da ironia. - porque eles acabam indo parar... Nas Forças Armadas! Ei... Quem foi pra escola sabe que os anos noventa ainda não começaram. Vai começar ano que vem gente! Agora... Não é legal que a gente deixe ELES tomarem conta de nossas vidas... Quem tem que tomar conta das nossas vidas somos nós!"
Ainda na mesma Turnê, Renato faria as mesmas críticas, só que com muito mais intensidade, em Porto Alegre, quando novamente critica o governo Collor sem citar nomes, mas apenas deixando alguns pontos.
Irei analisar alguns diálogos e frases do Renato para ficar mais exposto, e espero que realmente gostem desse especial que fiz:


                "... A minha prima diz que o presidente é bonitão..." - Collor conquistou fãs por ser um presidente jovem com ideias novas, simpático e considerado bonito pelo lado e apoio feminino.
                "...O meu primo quer, andar de Kawasaki 1000, o meu primo quer, andar de submarino nuclear..." - Segundo algumas pesquisas que eu fiz, descobri que Collor possuía uma Kawasaki, e pra dar sentido à frase, notamos que enquanto a "prima" de Renato admirava o jovem presidente por seu físico e seu poder, o "primo" de Renato admirava o presidente por seu poder e os seus bens (adquiridos com ele), além do desejo de se espelhar no presidente (..."andar de submarino nuclear...").
                "...O meu primo quer pular de para-quedas. O meu primo quer andar de Jet Ski..." - Novamente o primo do Renato seria um admirador do presidente por seus bens e seus atos.
                "... E eu só quero meu dinheiro de volta!... 'Inflação zero' só se for na casa deles!..." - Essa parte é realmente muitíssimo interessante. Renato, ao contrário dos primos "só quer" o seu dinheiro de volta! Não se contenta com o físico, não se contenta com os bens e o poder. Ele apenas quer sua dignidade e a honra de ser honesto, e depois disso, ironiza frases de que não havia "inflação zero", mas exatamente no ano de 1990 o Brasil apresentou 2947,7% de Inflação. Irônico? Realista? Verdadeiro?
Renato continua a música, e só recomeça suas críticas após o fim da primeira parte da música. Após apresentar novamente o tecladista, e dançar ganhando aplausos de fãs, Renato recomeça com ânimo:
                "...Disseram que ele colou na prova de geografia no Colégio Militar..." (repete isso duas vezes) "...Ah, quantas vezes eu já quis me matar!..." - Renato é realista nessa parte, principalmente quando diz que já quis se matar várias vezes! E sinceramente essa frase se encaixou perfeitamente quando levado em conta que vivia por depressão por ver que o mundo jamais tomaria jeito e ele jamais conseguiria mudar o mundo. Ironiza a incapacidade dos comandantes (afinal, todos os militantes anteriores estudaram em Colégios Militares), e encaixa sua frase de insatisfação com o mundo, como se a incapacidade fosse um dos motivos do suicídio.
                "...Diga não as drogas. Diga não à Religião. Diga não ao sexo! Diga não ao 'não'!..." - Aqui, Renato retrata possivelmente a mídia, dizendo que ela nos manda dizer não à muitas coisas... Ela nos manda dizer não às drogas, à Religião e ao sexo, e Renato aconselha à dizer "não" ao "não"!
                "...Quando a Marinha americana desentorta o nosso presidente, e na mesma matéria do 'Jornal do Brasil', falam de mim e sei! Tem alguma coisa muito esquisita acontecendo!..." - Aqui é que nos faz chegar à conclusão anterior, quando ele cita o "Jornal do Brasil". O Jornal era partidário de Collor, uma vez que ele foi um de seus funcionários antes de voltar ao Nordeste. Aqui é dito, como se o Jornal fosse falar mal de Renato, e ele soubesse que seria levado como o errado na história, por isso ele sabe que se isso acontecesse, teria algo de errado, porque ele está apenas falando o que é a verdade! 
                "...E cinco dias depois mataram lá no Colégio Militar, era 'Pedro II', Deve ser alguma coisa nos astros, você não acha? Um tinha 14 e outro tinha 13... Pelo menos não morreram de fome né gente?..." - "Pedro II" é um Colégio Militar administrado pelo Corpo de Bombeiros, e Renato finaliza a frase ironizando que antes os jovens morrerem de forma bruta e violenta, do que na tortura da fome... Que eles passam nesse Brasil que segundo Dilma é um país sem pobreza!
                "...A minha prima diz que parece que vai ter revolução, eu não sei não!..." - Enquanto a prima de Renato que "está por fora" dos acontecimentos importantes e se preocupa com o que julga ser bonito e simpático, crê que o país fará revolução, Renato que gostaria de participar de uma revolução diz que acha que não ocorrerá. E logo depois, finalizam com os versos de "Plantas Embaixo do Aquário", quando diz: "Não deixe a guerra começar". Ele não quer guerra. Não quer revolução. Mas quer mudança, honestidade e gente decente. O mesmo que todos nós, só que com muito mais coragem em um ano de estar-se mudo!
 ______________________ 
A postagem da música está aqui.

Espero sinceramente que tenham gostado dessa postagem especial.
Fiz esse pequeno texto de análise para quem, assim como eu, adora as músicas críticas da Legião. E como "O Reggae" não passa longe da lista das melhores desse tipo, julguei de extrema importância, fazer um extra.  
Obrigado novamente, muita Luz, sejam sempre bem vindos!

Análise, texto, crítica e pesquisa: Eduardo Rezende




17 comentários to "O Reggae - Crítica ao Governo Collor com bom humor. Renato "legionando" mentes críticas!"

  • Além de analisar músicas você consegue analisar frases soltas de Renato. Cara, esse blog é genial, você vai longe (mais do que já foi), acredite.

    P.S: Como Renato estaria se soubesse que alguém finalmente analisou suas inúmeras "mensagens escondidas"?

  • Sério, como eu sempre digo, é isso o que nos move!
    Não é abastecer egos, mas dar créditos ao esforço alheio!
    Muito obrigado novamente meu caro colega, guardo essas palavras e acredito que um dia conseguirei, realmente, realizar esse sonho, de ser reconhecido pelas análises. Muito obrigado mesmo.

  • Eduardo, PARECE que você não gosta muito do Collor!! hahahahaha
    Mas, falando sério, eu gostei muito, tanto desse post quanto do outro. Amo essas músicas de protesto.
    Aliás, fui ver o blog do Raphael. Ele interpreta músicas também? É isso mesmo? Só tem música em inglês? Como é que funciona?

  • Sério? E parece que você não está muito errada... rsrsrs Não sou nem à favor nem contra, mas ele fez coisas estúpidas, mas merece o respeito pela sua vida no começo do poder.
    Sim, ele começou análises, só que só analisou músicas em inglês. Um outro tipo de concorrente, mas que produz quase o mesmo comércio. rsrs

  • sou fanbzaço da legiao tenho um blog
    e estou aqui pra dar força
    adorei abraços

  • Obrigado meu querido leitor, seja sempre bem vindo ao blog! Muito obrigado, amplexos.

  • AHm...eu não sou um concorrente, rsrsrsrs. Meu blog é um blog de literatura, onde posto críticas literárias, artigos, contos e, vez ou outra, análises musicais. Ainda to no começo (só analisei duas), mas pretendo ir longe. E analiso músicas de todos os idiomas, mas tô usando as estrangeiras por enquanto...rsrsrss, desculpe pelo jabá subliminar, kkkk. Novamente, acho que você detesta Collor tanto quanto Renato detestava.

  • Ri bastante aqui. KKKKK
    É meu jovem, é bom ficar só na música de fora! E quando for na verde-amarelo, lembre-se daqui! rs
    Por que vocês acham isso, meu Deus? KK Pra mim, tanto fez, tanto faz! Ele tem o lado positivo e negativo, como todos os outros que até agora não foram capazes de fazer um país decente. rs

  • Hm, agora consegui entender sua visão...e... obrigado por atenção aos "fãs"

  • Imagina, minha obrigação é essa. É meu dever recepcionar quem abre esse livro e lê essas páginas.
    Muita Luz, volte sempre!

  • Parabens, quase nao comento aqui.
    Mas todos os seus pots estao de parabens.
    Adoro teu blog, continue assim.
    Vais longe.

  • Muito obrigado querido Anônimo! Seja sempre bem vindo!

  • Parabéns pelo post e foram ótimas suas interpretações tanto da musica como das frases do Renato russo e continue com esse trabalho e ja que não entro no blog a alguns dias feliz aniversario um pouco atrasado ao blog rsrsrsrsrs

  • Muito obrigado Rafael, seja sempre bem vindo, e obrigado quanto aos parabéns. Que venham outros e outros! rs
    Tudo de bom, obrigado, seja sempre bem vindo!

  • Eu já consegui interpretar algumas músicas do Legião.. e sempre fiquei muito feliz quando conseguia. Mas da forma que você consegue dá pra entender quase como se fosse o Renato explicando o que escreveu.. Sou uma grande fã de Legião, e sempre busquei interpretações maiores pra algumas músicas. Parabéns pelo blog! (:

  • não entendi!!! Quando lançaram O Reggae o Collor nem sonhava em ser presidente, ela foi composta no inicio dos anos oitenta, ou entendi errado o que está no blog?

  • A música tem uma crítica à política em geral, e nesse show (e em alguns outros), o Renato adiciona algumas frases que fazem uma crítica mais direta ao governo do Collor.. Pelo menos, eu acho que é isso :)

Postar um comentário

Comentem aqui o que acharam ou o que pensam sobre!