"Perdidos no Espaço" é a quinta faixa do primeiro álbum da Legião Urbana (cujo nome é o mesmo).
Tem uma letra simples e com alguns pontos duplos de sentidos. Levarei ela, nessa postagem, para um lado mais racional e menos simbólico. Algo que julgo ser direto e sem muitos desvios. Segue-se a letra e sua análise:


Escrevi prá você e você não respondeu
Também não respondi quando você me escreveu
Anotei seu telefone num pedaço de papel
E calculei seu ascendente no recibo do aluguel.

Esqueci seu sobrenome,
Mas me lembro de você.

Sempre imaginei essa música, um amor jovem, levando em conta a fase com que os integrantes estavam.
O orgulho fala mais alto nessa relação. Ele escreve pra ela, e ela não responde, e quando ela escreve, ele não responde. Renato faz uma rima com o fato dele anotar o telefone dela (ou um outro "ele" na relação. Ela-terceira pessoa), e diz calcular o ascendente no recibo do aluguel.

E a rotina crescia como planta
E engolia a metade do caminho
E a mudança levou tempo por ser tão veloz
Enquanto estávamos a salvo

Ficamos suspensos,
Perdidos no espaço.

Renato faz grandes comparações nessa música.
A rotina crescia rápido, e por isso, perdiam tempo (esse caminho, levado pro lado do "tempo"), e a mudança levou tempo, por ser tão veloz, talvez pelas pessoas terem feito tudo de mal jeito, o barato saindo caro, "enquanto eles estavam à salvo", estavam alheios, suspensos, perdidos no espaço. Fazendo o que uma geração jovem faz de melhor: não se importar e não querer estar à par de nada, se interessando apenas com suas próprias coisas.  Um outro ponto que podemos colocar aqui, em comparação, seria o "planta". Pode-se referir também à maconha - sabendo da juventude de Renato e seus amigos.

Escrevi prá você e você não respondeu
Também não respondi quando você me escreveu
Anotei seu telefone num pedaço de papel
E calculei seu ascendente no recibo do aluguel.

Esqueci seu sobrenome,
Mas me lembro de você

Aqui é repetido novamente as mesmas palavras.
A ultima estrofe dessa parte, é interessante pra compararmos com a juventude:
Ele esqueceu o sobrenome da outra pessoa (lembra o nome, afinal anotou o número no pedaço de papel) mas se lembra dela - pessoa. Pra vermos como há detalhes irrelevantes, pra notarmos como o exterior é mais importante que o saber de um sobrenome ou outras coisas. Sabemos até então, que ele sabe o dia de aniversário da pessoa (calculou o ascendente), sabe o nome (por justamente anotar) e o número dela.

E era como se jogassem Space Invaders
Perdendo mais dinheiro de muitas maneiras
Vivendo num planeta perdido como nós
Quem sabe ainda estamos a salvo?

Ficamos suspensos
Perdidos no Espaço

- "E era como se jogassem Space Invaders" :: Space Invaders foi um dos jogos eletrônicos mais famosos de todos os tempos, além do fliperama, ganhou uma versão para o antigo Atari. O objetivo era matar as naves inimigas que queriam pousar na terra, onde você estava, atirando neles que desciam cada vez mais rápido. "Space Invaders" seria o modo de se divertir, lembrando "A Dança", de uma juventude que tem seus objetos que são símbolos em suas gerações.
"Perdendo mais dinheiro de muitas maneiras", afinal tinham que gastar o dinheiro nas máquinas pra poder jogar. Perdiam dinheiro jogando, bebendo, fumando... Tendo uma adolescência que tiveram.
"Vivendo num planeta, perdido como nós", essa parte apresenta um descontentamento com o mundo, e a realidade de "perder-se" no mundo, que eles tem. A vida perdida que eles tem no mundo, e que o mundo apresenta para eles.
Quem sabe ainda estão à salvos?
Quem sabe ainda podem sair ilesos desse Planeta perdido, ficando suspensos, perdidos no espaço? Quem sabe não saem puros de um mundo sujo, ficando alheios aos seus problemas? São tão jovens...


Análise e interpretação: Eduardo Rezende 


6 comentários to "Interpretação: Perdidos no Espaço"

  • Acho que essa música e "Marcianos Invadem a Terra" provam o quanto Renato pensava sobre tudo.
    Sempre adorei a parte em que se refere a Space Invaders.
    Parabéns pela análise. Muito bem feita.

  • Eu também, a parte de "Perdendo mais dinheiro de muitas maneiras" é algo que soa tão bem que dá vontade de ouvir só por causa dela, não é mesmo?
    Realmente, "Marcianos Invadem A Terra" e "Perdidos no Espaço" se parecem. Não somente nos nomes.

  • Dudu, vou confessar que, dessa vez, fiquei um pouco decepcionada. Esperava mais sobre essa música, talvez por me identificar muito com ela (é, eu calculo os ascendentes das pessoas...), por ser a segunda na lista das preferidas.
    Acho que não rolou muito pra mim. A sua análise é lógica, of course!, como suas análises sempre são, mas parece que falta algo, sabe?
    A parte do Space Invaders, que eu amo, a parte de perder dinheiro, me dão significados mais profundos, por assim dizer.
    Lembra quando indiquei sua análise de "A Montanha Mágica" pra o Guilherme, um leitor lá do blog? Acho que me sinto como ele...

  • Tha, fiz algumas mudanças pequenas no texto.
    Eu realmente nunca levei essa música pra um lado emocional, ou qualquer outro. Ela, como eu disse, seria algo como "Marcianos Invadem a Terra", falando de uma geração sem preocupações; falando de uma geração que não quer saber de nada, nem se importa muito. De uma geração que está vivendo num planeta perdido como o caráter deles.
    O que você pensava de "Space Invaders"?

  • Dudu, é complicado explicar apenas sobre o Space Invaders. Mas eu vou tentar dizer o que eu acho.
    Sempre achei que a música se tratava de um relacionamento. Um relacionamento que aconteceu rápido demais, onde os dois criaram um mundinho próprio. A parte do Space Invaders é justamente uma descrição desse relacionamento.
    "E era como se jogassem Space Invaders, perdendo mais dinheiro de muitas maneiras".
    O que eu penso que o Renato quis dizer com isso é que se tratava de um relacionamento que continuava de pé apenas por causa de um certo vício, de uma acomodação. Todo mundo perdia, mas era tão mais fácil continuar tudo como estava que não faziam nada.
    Eles continuavam juntos pq achavam mais fácil continuar naquele mundo/planeta perdido que eles criaram. Era uma tentativa de se manterem bem, estáveis, salvos.
    Não sei se fui tão clara, mas é isso.
    Beijos!

  • Na verdade a explicação dessa música tá aqui: http://goo.gl/qqjrF7
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Postar um comentário

Comentem aqui o que acharam ou o que pensam sobre!