Músicas da Legião Urbana costumam sempre se apresentar em diversos modos, e isso ficou muito claro após tantas análises. Dividem em grupos de poéticas, românticas, críticas, profundas. Dentro delas, com simbolismos, sendo de letras melhores elaboradas e sem simbolismos, sendo geralmente cruas e diretas. 
"Vento no Litoral" nos leva à lembranças, e num ritmo tranquilizador, nos faz lembrar realmente de coisas boas e nos desprender de poucas coisas, tentando ver se em algum momento, nos sentimos como o eu-lírico da história.

De tarde quero descansar
Chegar até a praia e ver
Se o vento ainda está forte
E vai ser bom subir nas pedras

Sempre imaginei que a primeira pessoa desta história se via perdida e sem respostas, e isso ficou claro, após analisar de forma tão profunda e fria esta música. 
O personagem se vê cansado - sentimentalmente e psicologicamente - e quer ir até a praia, sobre as pedras. Um possível lugar que o faz refletir, o faz pensar.

Sei que faço isso pra esquecer
Eu deixo a onda me acertar
E o vento vai levando
Tudo embora...

Indo até a praia, com a força contra as ondas do mar, Renato sabe que faz tudo isso (essa vontade de "sumir"), para esquecer o fim de algo, um relacionamento, no caso, e deixa a onda o acertar, e sabe que o vento vai levando tudo embora. Essa parte me faz imaginar alguém indo o mais profundo que consegue dentro das acolhedoras ondas, com um vento de um céu cinza batendo ao rosto.

Agora está tão longe
Ver a linha do horizonte me distrai
Dos nossos planos é que tenho mais saudade
Quando olhávamos juntos
Na mesma direção
Aonde está você agora
Além de aqui dentro de mim...

Aqui, ele volta às pedras, e no alto, repara na linha do horizonte, se perdendo em seus pensamentos e sentimentos, lembrando dos planos dele com a terceira pessoa... De quando olhavam juntos na mesma direção, com os mesmos propósitos. E agora, que longe essa pessoa está, ele se vê perdido, guardando dela o retrato e a saudade mais bonita. Guardando ela, dentro dele.

Agimos certo sem querer
Foi só o tempo que errou
Vai ser difícil sem você
Porque você está comigo
O tempo todo
E quando vejo o mar
Existe algo que diz
Que a vida continua
E se entregar é uma bobagem...

Nesta parte, ele percebe o erro que ambos cometeram, e pensar nisso o faz ver o lado profundo e doloroso que a imensidão do mar o provoca. Quando ele vê o mar, existe algo que diz que tudo vai dar certo, tudo irá melhorar, e que se entregar à ele é um erro fatal. Ele, o mar. Uma alusão aos problemas imensos, que conseguimos ainda assim superar, nadando de volta para o solo firme.

Já que você não está aqui
O que posso fazer
É cuidar de mim
Quero ser feliz ao menos
Lembra que o plano
Era ficarmos bem...

E após filosofar e refletir sobre o erro de querer continuar com seus problemas ou se jogar e acabar de uma vez por todas com eles, percebe que já que a outra pessoa não está com ele, o que pode fazer é cuidar de si.
Ele quer ser feliz, pelo menos da parte dele, cumprindo o que ambos prometeram, de estar-se e ficar-se bem.

Eieieieiei!
Olha só o que eu achei
Humrun
Cavalos-marinhos...

Essa parte é mais poética, mas ainda assim, por se tratar de "mar" e "litoral", Renato coloca os cavalos-marinhos dentro da letra. O que poucos percebem, é que segundo relatos, o cavalo-marinho pode manter relação "afetiva" de macho e macho, sem cumprir a ordem de casal, talvez Renato comparasse a situação dele e da terceira pessoa com os cavalos-marinhos. Ou então, o outro fato, de que cavalos-marinhos são os poucos animais fiéis ao seus parceiros, fazendo portanto, a ironia do relacionamento ter-se acabado.

Sei que faço isso
Pra esquecer
Eu deixo a onda me acertar
E o vento vai levando
Tudo embora...

"Vento no Litoral" tem uma moral bastante explícita, e a história que se passa, sobre as entrelinhas de Renato, é de um relacionamento que acabou, e a pessoa se vê perdida, sem rumo ou esperança, e vai até a praia para poder, no vento do litoral, conseguir forças para superar de alguma forma a fase que vive. Em cima das pedras, pensando em suicídio, Renato se revigora e se torna de certa forma, um pouco melhor. Não é uma história triste, mas uma história de fim de relacionamento, onde o personagem sofre com a ausência de uma terceira pessoa.


Texto e análise: Eduardo Rezende


52 comentários to "Interpretação: Vento No Litoral "

  • MUITO LEGAL VOCE EDUARDO TER COLOCADO A INTERPRETAÇAO DESSA MUSICA QUE EU ADORO DE PAIXAO.VOCE PODERIA AGORA COLOCAR A INTERPRETAÇAO DAS MUSICAS A TEMPESTADE E AS FLORES DO MAL.

  • Muito obrigado, agradeço pelas sugestões! Logo que acabar as da Legião e voltar pro ponto de bandas diversas, voltarei com músicas que ainda não foram postadas.
    Muito obrigado, volte sempre!

  • Muito lindas as tuas interpretações, sempre vejo todas, não pare pfvr.

  • Ae Eduardo vc interpreta, explica e escreve muito bem!!! Parabéns... Nós LEGIONÁRIOS sempre temos uma visão sobre as músicas é bom ver se outras pessoas possuem a mesma visão que a gente!!!
    Seria interessante só que também bem mais dificil acreditou eu se tivesse a interpretação dos titúlos das musicas também... Muitos titulos parecem não ter muito a ver com a música, por ex: Monte Castelo, Plantas embaixo do aquário, Petróleo do Futuro entre outros titulos complexos... kkk
    Gostaria muito de ver a sua interpretação da musica DEPOIS DO COMEÇO do disco QUE PAIS É ESTE, esta música parece não falar nada com nada, mas é muito nítido que tudo nela tem uma grande relação...
    VLW
    PARABENS
    ABRAÇO!

  • Obrigado aos dois queridos leitores que comentaram, é por isso que sobrevivemos.
    Quanto às musicas, futuramente em uma postagem pretendo sim fazer algo bolado para os títulos, realmente muita coisa Renato colocou por se relacionar com coisas próprias, ou ideias que surgiram possivelmente por fatos históricos ou até por filmes e livros da época (acontece e muito em grandes músicas deles).

    Muito obrigado, qualquer dúvida atendemos pelo e-mail. Muito obrigado e voltem sempre!

  • Oi, gosto muito do blog, e achei a interpretação muito boa, porém quando leio a música, consigo penas imaginar que a perda da relação do eu lírico se da pela morte da outra pessoa, os versos:

    "Aonde está você agora
    Além de aqui dentro de mim..."

    Sem analises subjetivas, parece que a pessoa só está viva literalmente, no coração do Renato.

    "Agimos certo sem querer
    Foi só o tempo que errou"

    Talvez esse tempo que errou, foi a morte da pessoa, que veio prematura.

    Vai ser difícil sem você
    Porque você está comigo
    O tempo todo

    Vai ser difícil sem você,mas ao mesmo tempo está junto da pessoa, como se a pessoa só existisse agora em seus sentimentos.


    Então, é minha interpretação pessoal e queria compartilhar, não tenho ninguém para conversar sobre isso e gostaria de saber sua opinião sobre ela.

  • Phillipão, concordo com você, sempre interpretei a música dessa forma, e para mim a parte que fica evidente é "lembra que o plano era ficarmos bem?", como uma promessa se caso algum deles morresse, o outro lutaria pra seguir sua vida. E vou além, o cavalo marinho é um dos únicos animais machos que dá a luz. Dados da Wikipedia: "Os ovos postos pela fêmea são fertilizados pelo macho que os guarda em uma bolsa na base de sua cauda. Dois meses mais tarde, os ovos se abrem e o macho realiza violentas contorções para expelir os filhotes. Estes são transparentes e pouco maiores que um centímetro. Sobem logo à superfície para encher suas bolsas de ar, para poderem se equilibrar na água." Como se ela tivesse morrido no parto e deixasse um recém-nascido pra ele cuidar.

  • Ja a parte " olha so o que eu achei , cavalos - marinhos" acredito ser na verdade uma quebra de clima, como se ele estivesse absorto em tanta tristeza e naquele momento atras da nevoa toda de seus sentimentos ele consegue enxergar algo belo. Ao mesmo tempo acredito que e meio que uma maneira dele expressar que vai conseguir levar a vida.

  • Muito boa a interpretacao da letra. Parabens!

    Entretanto na parte que ele fala:
    "Sei que faço isso
    Pra esquecer
    Eu deixo a onda me acertar
    E o vento vai levando
    Tudo embora..."

    acredito que tenha um segundo sentido alem do simples fato de entrar no mar e deixar a onda acertar. O segundo sentido retrata exatamente o que, acredito eu, que o Renato faria estando numa situacao como essa da letra. Na verdade acredito que quando ele escreveu a musica, nem sequer se referiu as ondas do mar.
    Ai fica a beleza das letras dele, ele consegue suavisar tudo de uma maneira muito gentil, tornando poeticas coisas que poderiam ser vistas com outros olhos.

    Abraco

  • A parte dos cavalos marinhos é tão awwwn *-*
    Parabéns, amei a interpretação, e concordo com ela

  • Boa interpretação cara. Vento No Litoral é uma das mais belas canções que já ouvi na vida. O Renato foi mesmo uma mente além do seu tempo. Não conheço alguém tão poético e fluente nas idéias como ele foi. Parabéns novamente Eduardo, vejo que sua mente também é legionária.

  • Na parte "Eieieieiei!
    Olha só o que eu achei
    Humrun
    Cavalos-marinhos..." eu acreditava que ele retomava a ideia de suicídio, pois associei cavalos-marinhos à profundeza das águas que já se encontrava.

  • concordo com você sempre tive essa interpretação.

  • crase= A + A

  • Parabéns, boa interpretação. amo Legião...

  • cavalos marinhos "Esses peixes movem-se devagar na água e, para não serem levados pela correnteza"

  • Interpretação muito linda, me identifiquei em tudo. :'( <3
    Tive uma grande decepção em relação a relacionamento e essa música me faz refletir sobre tudo o que passei e ainda estou passando. Espero que um dia tudo esteja em seu determinado lugar, que eu possa me adaptar a tudo e superar, mesmo havendo uma esperança bem no fundo. “Eieieieiei, olha só o que eu achei, humrun... Cavalos-marinhos. Essa parte é a que mais me emociona, tudo se encaixa comigo nessa interpretação.
    J. Te amo. :'(

  • Sempre achei que a música fala da perda de um grande amor. Talvez transtornado pela morte de uma pessoa amada ele busca refúgio no mar e logo crê que a vida deve continuar, mesmo tomado de uma profunda dor.

  • Agora me tornei ainda mais fã da música :) visitem meu blog tbm galera :)) http://universodalanna.blogspot.com.br/ obgd :)

  • Essa musica eu tenho uma lembrança bem particular e profunda de uma tia minha muito querida que não está mais aqui entre nós. Parabéns mais uma vez pelo blog!

  • boa sua tese mais acho que a cançao foi criada apenas em homenagem ao aborto eletrico e nao a um relacionmento acabado.vlw!!

  • Eu tbm concordo contigo, a letra nos remete a uma separação involuntaria.

  • Eu tbm concordo contigo, a letra nos remete a uma separação involuntaria.

  • Ele fez isso pro ex namorado dele, que morreu de AIDS...

  • Tudo a ver! Eles fizeram tudo certo, mas o tempo teve q se meter no meio e acabar com tudo! Sim, faz sentido.

  • Acho q o Renato era enigmático demais pra mencionar os cavalos-marinhos à toa, Hemily. Mesmo assim, acho q sua interpretação dessa parte foi a q mais teve sentido.

  • Me ajudou muito
    obj!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Parabéns pela interpretação tão fiel nas entrelinhas..Essa letra retrata mh vida nesse exato momento...Obrigada foi confortante.Bjos

  • Parabéns pela interpretação tão fiel nas entrelinhas..Essa letra retrata mh vida nesse exato momento...Obrigada foi confortante.Bjos

  • Oi

  • Bom, eu na minha humilde opinião sempre achei que na primeria parte se referia ao uso de uma droga (maconha talvez) que o vento leva embora, no caso a fumaça, que ele fazia isso (usar a droga) como uma refúgio para esquecer da pessoa amada, como tantas pessoas que buscam refúgio em algum vício para esquecer os problemas...
    Uma vez vi uma entrevista da irmã de Renato dizendo que quando o mesmo terminou um relacionamento e o seu amado foi embora para outro país ele compôs esta música.
    Sobre o cavalo marinho ela também disse que tem a ver com o cavalo marinho "gerar" a prole. Bjs

  • Compartilhei sua interpretação no meu Facebook, algum problema nisso?!

  • Compartilhei sua interpretação no meu Facebook, algum problema nisso?!

  • Este comentário foi removido pelo autor.
  • Eu acredito que os Cavalos MArinhos sugerem que ele se suicidou pois remete a fundo do mar

  • acredito eu, que na parte olha oque eu achei, ''cavalos-marinhos'' ele suicidou-se pois o timbre de voz muda tanto, e ja está no fundo do mar ...

  • Penso como a Hemily. E discordo da colocação de cavalos-marinhos em relação macho e macho sem cumprir ordem de casal pois nunca vi qualquer estudo que evidencie esse modo de vida nesta espécie.

  • Exatamente, Simone! Só existe cavalos marinhos no fundo do Mar. Logo, ele se suicidou.

  • Triste sim...Mais linda!!! A gente se identifica com as as músicas do Legião, dizem o que a gente sente ou já sentiu...Isso que é o legal das boas letras de musicas, fazem a gente pensar...Vc faz isso muito bem!!!

  • Olá Eduardo!
    Gostei bastante da sua análise... legal poder viajar nessas interpretações!!
    Gostei também da interpretação do Philipão sugerindo a possibilidade da morte da terceira pessoa... (quando ouço essa música me recordo da minha mãe – que já se foi – e é bem possível essa relação apontada por ele).
    Mas sobre os cavalos-marinhos, eu reforço o time que aposta no suicídio. Não consigo ver outra possibilidade e fico arrasado com esse final... sim, os cavalos-marinhos não foram encontrados na superfície.. depois de tanto refletir sobre a separação do ente querido (desentendimento ou morte), mesmo querendo seguir em frente, a dor foi muito maior e não teve forças o suficiente para suportar... dessa forma, acaba deixando as ondas o acertarem e se entrega...

  • GRAPHITE MACHINE
    E UMA MAQUINA DE GRAFITE DESCOBERTA POR CRIPTOANALISE O LEGIAO URBANA PODE ACABAR COM A AGUA DO MAR PEGUE UMA CAIXA DE 12,5X5 CM CORTE UM PAPEL EM FORMATO DE P COLOQUE A CABECA DO P SOBRE A CAIXA,A PONTA DO PE DO P AFASTE DA SUPERFICIE DA CAIXA COLANDO A NA PONTA DA PALETA PARA ISOLAR DA VELOCIDADE DO SOM.
    ENTAO PARA FUNCIONAR CADA RISCO QUE FOR FEITO NA CABECA DO P OU PESO QUE DEIXAR SOBRE A TINTA IRAR DOBRAR EM MENOS DE UM SEGUNDO.
    ESSA TECNOLOGIA PODE SER USADA EM ROUPA.
    O NOME MAQUINA DE GRAFITE PORQUE O GRAFITE SE CONCENTRA MAIS ENERGIA ENQUANTO A TINTA DA CANETA E LIQUIDA E SE ESPALHA.
    E UMA MAQUINA DO TEMPO VOCE CONTROLA O TEMPO PORQUE O TEMPO NO RELOGIO NAO VAI PASSAR SE ESTIVER PERTO DA MAQUINA DE GRAFITE E O CORPO VAI PARA O FUTURO.

  • Nessa música eu vejo um suicídio por conta da perda de um amor.

  • Concordo. Sempre q escuto essa musica me remete pessoas queridas que ja se foram. Desde a primeira vez que escutei sempre interpretei.

  • acho que a música fala de alguém que morreu,e no final ele acaba desistindo tbm,subir nas pedras, deixo a onda me acertar e o vento vai levando tudo embora, e no final ele diz que acha cavalos marinhos e cavalos marinhos só são vistos no fundo do mar... Então eu acho q ele desistiu da vida

  • acho que a música fala de alguém que morreu,e no final ele acaba desistindo tbm,subir nas pedras, deixo a onda me acertar e o vento vai levando tudo embora, e no final ele diz que acha cavalos marinhos e cavalos marinhos só são vistos no fundo do mar... Então eu acho q ele desistiu da vida

  • A interpretação ficou realmente muito boa, mas só para complementar, eu vi um artigo no wikipédia que esse namorado do Renato Russo morreu e por isso que ele fez essa música. Se analisarmos bem, a letra se encaixa perfeitamente a alguém que partiu desse plano para outro.

  • Muito boa a interpretação,eu achava que ele estava sofrendo por alguém que já tinha partido dessa vida,e quando fala na parte dos cavalos marinhos,eu achava que era porque ele tinha se jogado no mar,e tinha visto os cavalos marinhos no fundo do mar��

  • Cavalos marinhos remetem ao suicídio. Pois NÃO é possível avistar cavalos marinhos na superfície do mar... Apenas nas profundezas..

  • PRA MIM O NEY MATOGROSSO É UM HERÓI PRA MIM O KIKO ZAMBIANCHI É UM HERÓI PRA MIM O CAPITAL INICIAL SÃO HERÓIS DE GUERRA
    IA I LEGIÃO URBANA ESTAMOS INDO PARA UM JOGO DE ÚLTIMA GERAÇÃO RUMO AO DESEMARANHAMENTO DA ÁGUA A ÁGUA VAI DESAPARECER URBANA LEGIO OMNIA VINCIT RENATO RUSSO BRASÍLIA-DF
    ESSA GUERRA VAI SER UM JOGO DE INTELIGÊNCIA !

  • Olá Eduardo, vi que você ficou chateado com meu vídeo, peço desculpas! Quero colocar seu link nos créditos como base do vídeo, e fazer uma parceria contigo!

  • Me manda um e-mail pra conversarmos sobre o ocorrido: luizguilherme.fde@gmail.com

  • Peço desculpas pelo ocorrido, sinceramente

Postar um comentário

Comentem aqui o que acharam ou o que pensam sobre!